SPFW N.48 | Angela Brito

17.10.19 | Semanas de Moda


 

 

De Cabo Verde para o Rio de Janeiro e da Casa de Criadores para a São Paulo Fashion Week, Ângela Brito fundou sua marca em 2014 com o propósito de oferecer roupas de qualidade, criativas e confortáveis. Ângela segue a linha slow e tudo que produz é feito com cuidado e atenção em cada detalhe. Seu minimalismo é futurístico, pontuado pelo design contemporâneo, pelos shapes desabados e recortes inusitados que oferecem riqueza sem afetação para suas peças.

 

 

 

Nesta coleção Ângela traz uma atmosfera bucólica que não ficou restrita ao cenário da apresentação. Vestidos ao mesmo tempo leves e estruturados, blusas assimétricas, camisas com mangas românticas na medida e saias trabalhadas com sobreposições utilitárias reforçaram o objetivo da estilista de conexão com a natureza, principalmente àquela de inspiração em seu continente Natal. A estampa floral abstrata que apareceu em diversos looks foi feita pelo fotógrafo Marcos Florentino, que digitalizou a padronagem nos tecidos. Ângela Brito mostrou uma coleção com afinidade de opostos. Os recortes e assimetrias ao mesmo tempo em que desconstruíam, davam vida a novas formas. Estrutura e leveza. Romantismo adulto e sensualidade equilibrada. As criações de Ângela neste desfile de estreia demonstram afetividade com suas raízes africanas não só pelo design propriamente dito, mas também pela consideração ao optar por um casting composto apenas de modelos negras, pelo styling produzido pelo nigeriano Daniel Obasi e até pela beleza das modelos, inspirada pelos povos do Vale Omo na Etiópia.

 



 

 

 

 
Fotos: Zé Takahashi e Marcelo Soubhia

deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *