PFW S/S/ 22 – os conceitos dos desfiles que encerraram a semana de moda de paris | pt.2

14.10.21 | Look da Paula Moda Semanas de Moda


 

Mais uma temporada encerrada e aqui também finalizamos as análises iniciais sobre os movimentos, os conceitos e as estéticas que cercaram as apresentações de NY, Londres, Milão e Paris. Muita coisa mudou após o período turbulento que enfrentamos (e ainda estamos enfrentando)? As temporadas passadas que se deram no meio do período crítico da pandemia nos indicaram que sim, que a moda sofreria alterações significativas a fim de se tornar algo mais perto da inclusão, da ideia democrática, da sustentabilidade, da responsabilidade social e emocional e mais longe do papel elitista e opressor em diversos sentidos. Mas esta temporada nos mostrou que a moda ainda está um pouco longe de cumprir com efetividade a sua função social. No direito, o princípio da função social abrange não somente os interesses privados, mas também coletivos e garante que as relações jurídicas cumpram certas regras a fim de prevaleça o bem comum e a redução nas desigualdades sociais. Muito progresso já foi realizado, mas parece que nesta temporada voltamos algumas casas no jogo da vida. Moda também é sonho, escapismo, beleza, mas não pode ser só isso. Ao menos não no sentido estrito destes conceitos. Movimentos que enaltecem os corpos através da sensualidade pura com certeza foram os grandes destaques desta temporada, e do ponto de vista da liberdade feminina, especialmente em tempos onde a nuvem carregada do conservadorismo hipócrita paira sobre o mundo, são mais do que bem-vindos. Mas enaltecer este movimento através de um único padrão magro – esquelético em alguns casos – e previsível, como foi o caso de inúmeras marcas, ainda parece muito distante da mudança ideal que esperávamos que essa pandemia faria acontecer. Desfiles longos e com dezenas de looks também voltaram com força e certamente batem de frente com ideais sustentáveis de consumo. Afinal, precisamos de mais? É certo que a roda da economia precisa voltar a girar, mas insistir em um modelo antiquado de coleções intermináveis e silhuetas padronizadas é um meio eficaz de fazer isso acontecer? Deixamos aqui algumas reflexões sobre como poderíamos, de fato, tornar essas indústria um pouco mais relevante do ponto de vista do cumprimento da função social e abaixo você encontra outras reflexões a respeito dos movimentos propriamente ditos. Moda, afinal, também possui esse viés encantador de representar visualmente um período, de nos fazer pensar a respeito do que foi proposto por um designer através de imagens e de conceitos e de, sim, nos enriquecer culturalmente quando buscamos esses conceitos mais a fundo. A moda não é a vilã, e sim o que fazemos dela.

 

a.camisa + araras | confira a nova coleção

12.08.21 | Get Inspired By Lifestyle Look da Paula


 

Quem conhece a marca a.camisa da Paula sabe que as peças não seguem um calendário fixo de lançamento. Isso porque a a.camisa é baseada no princípio do slow fashion, que preza pela qualidade, exclusividade e principalmente pela experiência do cliente. Exemplo disso são as parcerias que já foram firmadas entre a marca e diversos nomes importantes tanto do mercado da moda quanto das artes, o que torna as peças ainda mais especiais. Então quando a a.camisa foi convidada para participar de um projeto tão único quanto o da loja Araras, a Paula sentiu que era o momento de uma nova coleção. A Araras é uma multimarcas excepcional que possui uma curadoria ímpar de produtos interessantíssimos, que vão desde roupas e calçados até objetos de decoração.

 

 

E para alinhar o storytelling da a.camisa com o manifesto da Araras, a Paula criou quatro modelos de camisa inspirados pela alfaitaria masculina e pela sofisticação atemporal deste universo. Os detalhes encontrados em cada uma das peças exploram essa atmosfera masculinizada, porém suave. São nervuras, golas estruturadas, modelagens levemente desprendidas, ombros delicadamente pontuados e estamparia clássica. Apesar dessas referências mais tradicionais, as camisas são pensadas para uma mulher contemporânea, que preza pelo conforto, mas não abre mão de deixar clara sua identidade através do estilo.

 

 

Todos os quatro modelos a.camisa já podem ser encontrados na Araras, que fica no primeiro piso do Shopping JK Iguatemi. Vale muito a pena conhecer esse universo Araras e todos os itens cuidadosamente escolhidos pelo competente time da loja.

 


 

 

Lembrando que estes modelos são encontrados somente na Araras, mas você pode conhecer as outras peças através da nossa loja virtual
 
Araras
Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041, piso I

S/S 2021 VII – Naked Look

30.10.20 | Look da Paula


 

Em alguns de nossos relatórios feitos no período de isolamento social, percebemos que as peças que sugerem a proteção do corpo ganharão cada vez mais espaço no mercado. Durante esta temporada, no entanto, notamos que essa necessidade de proteção ainda persiste, mas pode ser alcançada mesmo com a exibição deste corpo através, principalmente, da transparência. Vestidos longos, mangas compridas, golas altas, sobreposições e demais características que servem neste movimento de proteção corporal são misturadas com matérias-primas leves e cristalinas que permitem a revelação de uma boa parte da silhueta. Abrigada, porém à mostra, é a diretriz do movimento. Vamos pensar o quanto já andamos cobertos. Nossos rostos escondidos por máscaras, nossos corpos protegidos das baixas temperaturas e do contato físico em tempos de risco de contaminação, para as mulheres, a ideia do abrigo que as roupas mais modestas proporcionam contra um eventual cenário de assédio etc. Estas são apenas algumas situações que demandam uma silhueta mais protegida e é absolutamente normal que queiramos contorna-las, na medida do possível, seja em razão de temperaturas mais altas, de ocasiões que nos tentam a um estilo mais sensual, ou apenas para desafiar comportamentos machistas e ocupar espaços com nossos corpos à mostra. O movimento propõe driblar a proteção incondicional da silhueta através da transparência. Olhar o próximo e permitir ser olhado.

 

S/S 2021 VI – Phone Case

29.10.20 | Look da Paula


 

Nós falamos na semana passada a respeito do movimento das bolsas gigantescas, que sugere o alcance de tudo que for necessário para tocar a vida profissional e pessoal que andam cada vez mais juntas (caso tenha perdido, clique aqui). Em contrapartida, temos este movimento das bolsas que lembram as capas dos celulares. Seu tamanho diminuto e sua forma estruturada insinuam justamente o oposto: carregar somente o imprescindível. O próprio design da bolsa indica que o aparelho celular é um destes objetos imprescindíveis para o dia a dia. Tudo, afinal, pode ser revolvido através destes objetos e, mais uma vez, vida pessoal e profissional se aproximam ao limite de se fundirem. Perceba que, independente de você ser do time das bolsas giga ou daquelas que se assemelham à capa do celular, o resultado final será sempre o mesmo: ter ao alcance o que torna sua rotina mais coesa e organizada – seja através de uma troca de roupas com direito a mudança de maquiagem, ou apenas de um simples aparelho celular.

 

RESORT 2021 | A viajante cool da Chanel

17.07.20 | Look da Paula


 

A apresentação da coleção resort da Chanel neste ano seria realizada na paradisíaca Capri, na Itália. Devido ao cenário atual, porém, a estilista Virginie Viard teve de criar a figura dessa viajante sofisticada e contemporânea aliada a atmosfera do mediterrâneo diretamente do seu apartamento em Paris. No entanto, o resultado não poderia ter sido mais certeiro. Como já dissemos aqui, as coleções resort são pautadas pelos looks mais simples e possíveis, mas não menos atuais e elegantes. Essa premissa era, inclusive, um norte para o trabalho de Gabrielle Chanel que sempre procurou descomplicar o visual feminino sem que este perdesse seu charme natural. Para esta temporada, Viard se baseou nas cores e na natureza do mediterrâneo e imaginou uma viajante cool, que sabe se vestir para qualquer ocasião sem esforço e sem perder a sofisticação – como uma verdadeira cidadã do mundo. As peças em jeans amplo e mais leve, junto com os maiôs e biquinis usados junto com roupas do dia a dia corroboram a representação desse personagem. As modelagens vêm menos ajustadas, com cortes retos e tradicionais e os detalhes é que fazem a diferença no visual: texturas que saltam aos olhos, cordas, elementos de design metalizados e acessórios mais robustos. A proposta de usar flats de materiais mais rústicos e que deixam os pés à mostra é sempre um diferencial, mesmo para os conjuntos mais clássicos da maison, já que esse tipo de calçado imprime casualidade ao look e equilibra as referências tradicionais da produção.

 


 

 

 

 

 

 

 

 

RESORT 2021 | O office look repaginado na Louis Vuitton

16.07.20 | Look da Paula


 

As coleções conhecidas como cruise/resort foram originalmente criadas para a clientela que fugia do frio no hemisfério norte para destinos de férias mais quentes. Como as coleções de inverno não serviriam para a ocasião e repetir as criações das coleções passadas de verão não era uma opção, grandes marcas passaram a elaborar coleções mais enxutas, de design simples e comercial e específicas para temperaturas mais elevadas. Com o passar do tempo, essa temporada se mostrou bem lucrativa para o mercado, já que essas coleções permanecem mais tempo na loja – até que haja a transição das coleções outono/inverno e primavera/verão – e seu design mais simples e democrático alcança uma gama maior de clientes. Outra peculiaridade a respeito da temporada resort é que nomes grandes da moda promovem desfiles extravagantes, geralmente em algum destino fora do circuito tradicional das fashion weeks. A Louis Vuitton é um desses nomes que investem pesado nas apresentações resort e já levou seu público para destinos como Rio de Janeiro, Nova York, Palm Springs, Kyoto, Riviera Francesa dentre outros. Mas em decorrência do novo momento que vivemos, deslocar um público considerável para uma apresentação luxuosa mostra uma desconexão com a realidade. Nicolas Ghesquière, portanto, optou por mostrar uma coleção enxuta mas não menos eficiente para o que o DNA da temporada pede. Outro ponto a respeito do resort da Louis Vuitton é que dificilmente sua cliente aproveitará uma viagem de férias quando a economia está instável e os postos de trabalho retornam aos poucos a sua rotina normal. Nicolas, ao que parece, produziu pensando a respeito desse retorno gradual para a realidade, que também não precisa ser tedioso e difícil. O office look proposto pela Vuitton tem personalidade, despojamento e é ultra contemporâneo. Com as clássicas assinaturas do trabalho de Ghesquière, como a exploração das formas orgânicas, as construções estruturadas da silhueta e a mistura de referências passadas com design futurista, a volta ao trabalho se torna muito mais interessante e menos cansativa, especialmente pelas influências esportivas e utilitárias que são sugeridas através de tênis, coturnos robustos, calças cargo e parkas amplas.

 


 

 

 

 

 

 

LOOK DA PAULA – Básico sem erro

10.03.20 | Look da Paula


 

Ontem aconteceu o evento da GIMI Network (@giminetwork), uma plataforma muito bacana que promove educação financeira para mulheres. Para a ocasião, a Paula escolheu aquele visual à prova de erros que é rico nos detalhes. Qualquer base de look mais simples ganha sofisticação com um blazer branco na finalização. A peça bem ajustada e com os ombros levemente proeminentes dá uma cara mais arrumada ao visual e é nos pequenos detalhes que você deixa a produção mais estilosa. As mangas levantadas e o mix de acessórios já deixam o look mais interessante e o sapato de pegada masculina com aplicações é o toque final para deixar tudo ainda mais despojado e contemporâneo. Confira os detalhes do look da Paula e se inspire com a nossa seleção de produtos ao final do post.

 

 

 

 
Blazer Zara
Calça Gloria Coelho
Sapato Louis Vuitton
Fotos Lu Prezia
 

 

paris fashion week – o street style mais neutro da temporada

07.03.19 | Look da Paula

 

A temporada inverno 2020 de Paris trouxe alguns dos principais desfiles do circuito, mas o estilo das ruas também é protagonista nessa semana de moda. Dessa vez, no entanto, além das produções fora da curva tivemos uma invasão neutra, mas não menos fashionista. O bege foi o tom eleito por muitas convidadas dos desfiles e apesar de ser uma cor de baixa intensidade, ela ganhou impacto nas mãos dessas mulheres que produziram looks focados em texturas, proporções e demais elementos de design que tornaram o bege mais interessante e o visual enriquecido. Nós sabemos que essa cor deixa qualquer look instantaneamente mais chic, mas é preciso tomar cuidado para não exagerar nos elementos clássicos e o resultado final ficar sem-graça. Para evitar que isso aconteça, se inspire nas imagens do street style parisiense, com misturas de volumes e comprimentos que trazem uma construção diferenciada à silhueta, padronagens tridimensionais e detalhes funcionais como fitas e bolsos que adicionam mais informação ao visual. Pensando nessas maneiras de usar o bege, nós montamos uma seleção de peças nesse tom que você encontra ao final do post.

 

 

Shop!

 

5 maneiras de usar – calça jeans de lavagem ácida

06.03.19 | Look da Paula

 

Os jeans de lavagem ácida começaram a aparecer nos desfiles do verão 2019 e se tornaram uma alternativa diferente para as versões clássicas das peças. Acid Wash nada mais é do que o efeito marmorizado dos jeans, que pode ocorrer em menor ou maior intensidade, dando à peça um efeito tie-dye conseguido artesanalmente com produtos de limpeza, como a cândida. Algumas calças com essa padronagem vêm com um efeito bem marcante, enquanto outras, como a nossa escolha para ilustrar as cinco maneiras de usar de hoje, aparecem com poucas interferências justamente para otimizar seu uso. Veja nossas cinco propostas para uso do jeans acid wash que nós temos certeza que vão fazer você se render à peça. Lembre-se que para ser direcionado à página de compra dos produtos que nós escolhemos, basta clicar em sua imagem.

 

 

 

 

 

oscar 2019 – beauty looks

28.02.19 | Look da Paula


 

Você viu no começo da semana que nós elegemos as 11 mulheres mais bem vestidas do tapete vermelho do Oscar 2019 (caso tenha perdido, clique aqui) e como o assunto rende bastante pauta, vamos mirar agora na beleza das convidadas. De um modo geral, a ousadia do evento ficou por conta dos vestidos, já que no quesito beauté as mulheres que atenderam à cerimônia foram mais discretas, mas não menos bonitas. Recriamos cinco beauty looks que são fáceis de copiar e eficazes no efeito “chic sem esforço”. Para maiores informações dos produtos da nossa seleção, toque em sua imagem.