Especial #FIQUEEMCASA | 10 séries, filmes e documentários que abordam questões raciais

10.06.20 | Vídeos


 

Blackface, colorismo, segregação, racismo reverso, racismo estrutural, racismo institucional, feminismo negro, a solidão da mulher negra, antirracismo. Estas são algumas das palavras mais recorrentes neste período, mas a verdade é que já devíamos estar abordando esses temas há muito mais tempo. Em tempos de isolamento, aproveite para se inteirar dos assuntos que a militância negra aborda muito antes do movimento Black Lives Matter, afinal, informação é uma das principais armas para que uma mudança significativa nas estruturas sociais seja realizada. Para que você comece a se aprofundar no tema, selecionamos dez séries, filmes e documentários que exploram as questões raciais nas suas mais diversas nuances.

 

Olhos que Condenam

 

 

A minissérie aborda a historia real de cinco jovens do Harlem que são injustamente condenados pelo estupro e espancamento de uma jovem mulher branca em Nova York no anos 80. O programa mostra como esses jovens foram considerados culpados desde o inicio das investigações, que contou com uma série de abusos físicos e psicológicos, provas forjadas e depoimentos manipulados que culminaram na prisão do grupo.

 

Crooklyn

 

 

Toda obra do cineasta americano Spike Lee é obrigatória quando tratamos de questões raciais. Neste filme sensível, o diretor se volta para a sua própria infância em um bairro do Brooklyn e mostra de maneira lírica o cotidiano de uma família negra nos anos 70. Os longos diálogos que são mostrados neste (e em todos os filmes de Lee) são verdadeiras aulas sobre o tema.

 

Say Her Name

 

 

O documentário gira em torno da história da ativista Sandra Blend, que foi encontrada morta em sua cela após ter sido injustamente abordada e presa por uma ocorrência de trânsito. O programa mostra o racismo institucional da polícia americana, os abusos e a injustiça sofridos por Blend e sua misteriosa morte que foi considerada suicídio, mas que ainda é questionada por familiares e ativistas.

 

O Ódio que Você Semeia

 

 

O filme conta a história da jovem Starr, que apesar de residir em um bairro periférico, estuda em uma escola particular e predominantemente branca. O racismo incialmente sutil vivido diariamente por Starr e a morte injusta de um amigo pelas mãos de um policial branco despertam a jovem para as questões segregacionistas e a conduzem para um ativismo mais intenso.

 

Ó Paí, Ó

 

 

O filme protagonizado por Lázaro Ramos mostra de maneira quase cômica o dia a dia dos moradores de um cortiço em Salvador. O filme trata de diversas questões ligadas ao racismo e à pobreza e expõe a violência contra jovens negros. O discurso inflamado que o personagem de Lázaro faz sobre racismo em meio a uma discussão é um soco no estômago.

 

Selma

 

 

O filme é baseado nas marchas de Selma a Montgomery lideradas por Martin Luther King Jr. que ocorreram em 1965 e que buscavam garantir o direito de voto para todos os afro-americanos. A película aborda todas as tensões vividas pelo personagem principal a medida em que seu nome foi ganhando protagonismo e como suas lutas geraram resultados para tornar a vida da comunidade negra um pouco mais igualitária.

 

Corra!

 

 

Apesar de ser considerado um filme de terror, Corra! explora a questão do racismo velado e a objetificação e apagamento de homens e mulheres negros. O relacionamento de um jovem negro com uma garota branca e de família abastada é colocado em xeque através de diálogos e atitudes que beiram o surreal, mas que, infelizmente, sabemos que são comuns. O filme conta com diversos códigos sutis para abordar a questão racial e que valem uma busca aprofundada.

 

What Happened, Miss Simone?

 

 

O documentário retrata de maneira honesta a vida da cantora e ativista Nina Simone. Através de depoimentos e cenas raras, testemunhamos a vida turbulenta da cantora, que tentava alinhar sua carreira com seu engajamento pelos direitos civis. Uma mulher brilhante e de personalidade forte que ainda têm muito a nos ensinar.

 

Cara Gente Branca

 

https://youtu.be/C6d0pQFsxKs

 

Após uma festa universitária onde se pratica o blackface, Sam White (Logan Browning), através de seu programa de rádio que dá nome à série, fala de maneira franca sobre os problemas raciais vividos por um grupo de jovens negros no cotidiano de um ambiente universitário majoritariamente branco. O programa vai além do racismo e trata sobre a solidão da mulher negra, apropriação cultural, o mito do racismo reverso, colorismo etc.

 

Loving

 

 

No estado da Virgínia nos anos 50, o casamento inter-racial não é só proibido como passível de punição severa. O filme conta a história verídica de Richard e Mildred Loving, que enfrentam as leis segregacionistas da época para manterem seu casamento.

Especial #FIQUEEMCASA | 7 Cantoras para ficar de olho

13.04.20 | Lifestyle Vídeos


 

Ficar em casa implica em procurar atividades que concedem qualidade ao seu tempo. Música, com certeza, é uma dessas ferramentas que fazem as horas passar de forma mais agradável. Se esse é um assunto que te interessa, procurar novos artistas pode ser uma dinâmica deliciosa para esse momento de distanciamento social e pensando nisso nós selecionamos algumas cantoras de vozes e estilos diversos, mas que têm em comum a qualidade de suas músicas. Ouça, explore e expanda suas referências musicais com essas mulheres.

 

Deb Never

 

 

Umi

 

 

Baby Rose

 

 

Gracie Abrams

 

 

Remi Wolf

 

 

ABRA

 

 

H.E.R

 

Especial #FIQUEEMCASA | 15 desfiles que entraram para a história

02.04.20 | Moda Vídeos


 

A cada temporada nos deparamos com desfiles que, além de belos, carregam mensagens importantes sobre questões sociais, injetam inovações nos circuitos mais tradicionais e trazem surpresas insusitadas que os fazem entrar para a história da moda. Selecionamos 15 desfiles que são memoráveis pelas perfomances, pela vanguarda, pela história, ou simplesmente por captar com maestria o espírito de seu tempo. Confira nossa curadoria abaixo, com os vídeos completos de cada apresentação.

 

Alexander McQueen Spring/Summer 1999

 

 

Jean Pual Gaultier LAST SHOW

 

 

Thierry Mugler Haute Couture Spring/Summer 1997

 

 

GIANNI VERSACE Fall 1991/1992 Milan

 

 

Cruise 2016/17 CHANEL Show in Cuba

 

 

Fendi | Haute Couture Fall Winter 2016/2017

 

 

Maison Margiela Spring-Summer 2020

 

 

Jacquemus | Spring Summer 2020

 

 

Dior Fall 2000 Couture

 

 

Viktor&Rolf Women’s RTW – Autumn/Winter 2010

 

 

Gucci | Fall Winter 2018/2019

 

 

Dries Van Noten 110 Women’s Spring/Summer 2020

 

 

Givenchy | Haute Couture Fall Winter 2018/2019

 

 

COMME des GARÇONS Autumn / Winter 2016 – 2017

 

 

Balenciaga Winter 20

 

Os 25 clipes mais fashionistas de todos os tempos

31.03.20 | Vídeos


 

A música é uma das melhores formas de expressão dos sentimentos, além de ser uma das ferramentas mais eficazes nesses tempos de distanciamento social. Pensando na importância da música, fizemos uma curadoria com os 25 vídeos mais fashionistas de todos os tempos. São estéticas diferenciadas, figurinos riquíssimos e, claro, muita música boa para animar o seu dia. Aproveite!

 

Lady Gaga – Telephone ft. Beyoncé

 

 

Taylor Swift – Blank Space

 

 

Gwen Stefani – What You Waiting For?

 

 

Justin Bieber – Sorry

 

 

Iggy Azalea – Fancy ft. Charli XCX

 

 

Deee-Lite – Groove Is In The Heart

 

 

Sonic Youth – Kool Thing

 

 

Blondie – Heart Of Glass

 

 

Kylie Minogue – Can’t Get You Out Of My Head

 

 

Madonna – Take A Bow

 

 

Katy Perry – E.T. (Official) ft. Kanye West

 

 

APES**T – THE CARTERS

 

 

Prince – Kiss

 

 

Lana Del Rey – Born To Die

 

 

Queen – I Want To Break Free

 

 

Grace Jones – Slave to the Rhythm

 

 

Cardi B, Bad Bunny & J Balvin – I Like It

 

 

Michael Jackson – Smooth Criminal

 

 

ROSALÍA – Aute Cuture

 

 

Lauryn Hill – Doo-Wop (That Thing)

 

 

Jennifer Lopez – I’m Glad

 

 

Christina Aguilera – Fighter

 

 

Rihanna – We Found Love ft. Calvin Harris

 

 

Lily Allen | Not Fair

 

 

M.I.A. – “Bad Girls”

 

Especial #FIQUEEMCASA | 5 figurinos que vão além da beleza

23.03.20 | Lifestyle Moda Vídeos



 

Os figurinos cinematográficos vão muito além da beleza. Na maioria dos casos, eles fazem parte do enredo, servem para mostrar a essência dos personagens e modificam conforme a evolução da trama. Os figurinos também podem fazer um paralelo interessante com movimentos sociais e culturais, além de poder influenciar e até modificar o comportamento de consumo. O que nós vamos vamos propor aqui é que você passe a olhar os figurinos dos filmes que você assiste além da beleza. Perceba sua relação com acontecimentos contemporâneos, com o desenrolar da história, com a identidade do personagem. Afinal, roupas contam histórias. Separamos cinco filmes que você pode assistir durante este período para começar a treinar seu olhar para o figurino além da beleza.

 

As golpistas

 

 

No mais recente filme de Jennifer Lopez é interessante perceber como os códigos visuais conversam com a percepção de poder das protagonistas. O visual exagerado, cheio de ostentação através de marcas aparentes, peles, acessórios dourados, a relação entre maquiagem, cabelo e produção e até as sutilezas do andar seguro, da fala e dos olhares mostram como o figurino neste filme demonstra o que significa riqueza, poder, independência e empoderamento para essas mulheres. Observe também a diferença entre o que pode ser considerado um visual de riqueza para diferentes classes sociais e de trabalho. O look ostentação difundido no filme está em consonância com diversas tendências do mercado atual, que olha diretamente para os movimentos culturais urbanos para traduzi-los para a passarela.

 

Sabrina (1954)

 

 

O figurino desta icônica película protagonizada por Audrey Hepburn é assinado por Hubert de Givenchy, o que por si só já seria motivo suficiente para você assistir. Mas não é só isso. Como acontece em O Diabo Veste Prada e diversos outros filmes que relacionam um tipo de ascensão social ao que vestimos, Sabrina é uma história de amor que aflora através de duas maneiras. No primeiro caso, a filha do chofer de uma família abastada vai estudar fora e ganha a clássica sofisticação das mulheres que tomam as rédeas da própria vida. Com essa nova roupagem, Sabrina conquista o mulherengo David, que sequer se lembra que aquela mulher elegante e espirituosa é a mesma menina que cresceu nos arredores de sua casa como filha de um dos empregados. Foi a reviravolta estética da personagem, e apenas isso, que faz com que David se apaixone. O segundo caso de amor é mais genuíno e menos superficial, mas ainda assim problemático pela insegurança masculina diante de uma mulher independente. É interessante observar aqui o poder um visual bem construído, especialmente para a época do filme. Sabrina ganha notoriedade e uma nova posição na dinâmica daquela família em razão dessa mudança. Vale assistir também com os olhos nos dias de hoje. O que temos por uma “figura poderosa” ainda serve para facilitar os movimentos sociais do indivíduo?

 

Priscilla, a Rainha do Deserto

 

 

O filme de 1994 não poderia ser mais atual. O universo do cross-dressing é um dos pilares do visual camp, que ganhou notoriedade após o MET Gala do ano passado. Aqui a figura exagerada das protagonistas é uma parte crucial da história e também serve para afirmar sem pudor sua sexualidade. Mostrar quem você é através do que veste é um movimento enorme da atualidade, que enaltece a identidade e a individualidade acima das regras antigas do que pode ou o que não pode, do que serve e do que não serve. Vale lembrar que o filme ganhou o Oscar de melhor figurino em 1995.

 

A Bela da Tarde

 

 

No filme, a bela Séverine é uma mulher rica, com um casamento estável e bem-sucedido para os padrões da sociedade, porém extremamente infeliz. Para contornar essa situação, a personagem decide procurar um bordel e se prostituir durante a tarde, voltando para sua rotina de boa esposa a noite. O figurino assinado por Yves Saint Laurent mostra uma sensualidade não óbvia e longe dos códigos convencionais do que é considerado um visual sedutor. A elegância discreta da personagem é crucial para a manutenção de sua vida de opostos abismais e ao mesmo tempo faz essa relação entre feminilidade, poder e sexualidade.

 

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

 

 

Em 1977, todas as mulheres queriam se vestir como Annie Hall, a personagem de Diane Keaton no filme de Woody Allen. A comoção em torno da figura da protagonista uniu as mais diversas tribos femininas na época e até hoje se mostra atual, especialmente com as discussões em torno da identidade de gênero e da classificação das roupas de acordo com o sexo. O que vale pensar para os dias de hoje é essa relação entre poder e estética masculina. É realmente necessário que nos vistamos com as peças atreladas ao armário masculino para que ganhemos notoriedade ou sejamos tratadas com certa diferenciação? No caso de Annie, a vestimenta serve como uma arma de distanciamento entre o visual e o comportamento tipicamente feminino. A personagem é carismática e beira o estranho – no bom sentido – e as produções carregadas na atmosfera masculina acabam por corroborar sua personalidade única. Mais uma vez um caso de reafirmação da essência através da figura.

Especial #FIQUEEMCASA | 7 cursos de moda para você fazer em casa

20.03.20 | Lifestyle Moda Vídeos



 

Mais um conteúdo especial para você aproveitar seu tempo em casa. Nós queremos que você enxergue esse momento como uma oportunidade para aprimorar seus conhecimentos e, quem sabe, futuramente colher os frutos profissionais com esse investimento. Para isso, separamos sete cursos online sobre diversos segmentos da moda para que seu tempo de distanciamento social seja muito mais útil e menos maçante.

 

COBRINDO AS SEMANAS DE MODA com Paula Martins

 

 

para acessar, clique aqui

 

Formação em Consultoria de Imagem – com Paula Martins

 

 

Para acessar, clique aqui

 

Anna Wintour Teaches Creativity and Leadership

 

 

para acessar, clique aqui

 

Personal Stylist para desenvolvimento pessoal

 

 

para acessar, clique aqui

 

Fotografia de Moda com Celular

 

 

para acessar, clique aqui

 

Como montar o seu Armário Cápsula

 

 

para acessar, clique aqui

 

Imagen y Estilo para Hombres

 

 

para acessar, clique aqui

Especial #FIQUEEMCASA | 6 documentários de moda para assistir no Youtube

19.03.20 | Lifestyle Moda Vídeos


 

Em tempos difíceis, temos de nos adaptar. Amamos falar sobre moda, estilo, tendências, movimentos e tudo mais que se relaciona com esse universo, mas nos parece pouco sensível falar sobre moda sem que haja qualquer ligação com o atual momento em que vivemos. O fato é que precisamos restringir nosso contato social o máximo possível, o que significa ficar em casa. Por isso vamos começar a criar um conteúdo especial sobre moda para estimular esse ato tão importante que é o de isolamento social. Para começar, que tal se informar e expandir seus conhecimentos através de documentários e programas especiais sobre moda que estão disponíveis gratuitamente na internet? Aqui nós vamos recomendar 6, mas não deixe de explorar as sugestões do Youtube para que você descubra ainda mais sobre esse universo tão fascinante que é a moda. Moda é o espírito do seu tempo. E o tempo atual pede recolhimento, reflexão e expansão da mente. Aproveite!

 

McQueen And I

 

 

Catwalk

 

 

The Future of Fashion with Alexa Chung in New York

 

 

7 Days Out with KARL LAGERFELD

 

 

História da moda #01 : Louis Vuitton (com Prof. João Braga)

 

 

O IMPÉRIO DAS MARCAS

 

CASA VOGUE – O processo e a experiência

05.03.20 | Vídeos

Muito mais do que o glamour de ter seu apartamento estampado em uma revista de tanto prestígio como a Casa Vogue é o prazer e o privilégio de ter vivido a experiência de todo o processo criativo da equipe atenta, dedicada e de olhares únicos. Neste vídeo eu conto sobre essa ocasião e toda a imersão criativa envolvida para que as imagens publicadas na revista transmitissem mais do que decoração, mas também a minha essência. Assista ao vídeo na íntegra abaixo e para se inscrever no meu canal, clique aqui

 

Minha aventura em Galápagos (com a mala errada!)

21.01.20 | Vídeos

Uma viagem em família para um lugar super diferente e paradisíaco é uma experiência incrível e certamente inesquecível. Mas se você está com a mala diferente da proposta do local, pode enfrentar alguns desafios. Nesse vídeo eu falo sobre a minha viagem para Galápagos, tudo o que eu aprendi nesse lugar único e os percalços que eu tive por ter planejado minha mala de forma diferente da que o lugar pedia. Assista ao vídeo completo abaixo e para se inscrever no canal, clique aqui.

 

Semanas de moda – o trabalho, o glamour e os perrengues

19.12.19 | Vídeos

Neste vídeo eu conto sobre as minhas experiências nas semanas de moda. Acompanho os desfiles nacionais e internacionais há muito tempo e já tive oportunidades incríveis de estar presente nesses eventos e testemunhar de perto a magia dessas apresentações. Aqui eu vou falar sobre o trabalho que envolve a cobertura das semanas de moda (que é maior do que o glamour), quem eu conheci, como eu absorvo as informações dos desfiles e contar um pouco das histórias dos bastidores. Espero que goste!