PFW fall 22 street style | Ir além no conteúdo e no visual

23.03.22 | moda pra pensar Semanas de Moda Street Style


 

Estamos sempre indo além. O mercado de trabalho sempre nos exigiu pensamentos e atitudes fora da caixa e as redes sociais vieram para reforçar esse comportamento. Nos deparamos com um conteúdo e logo a aba do “arrasta pra cima” já está pipocando em nossa tela, nos instigando a ir além do que foi inicialmente apresentado. A geração “swipe up” mostra que é possível ir além não apenas no conteúdo, mas também no estilo. Vimos nas ruas da semana de moda de Paris que um casaco não é só um casaco, que uma calça não é só uma calça e que, de fato, um acessório ou uma cor bem escolhidos criam uma narrativa diversa para se ir além do esperado. São detalhes enriquecedores e interferências inusitadas que tiram qualquer peça do lugar de trivialidade e transformam o visual em um verdadeiro manifesto. Pense em recortes, texturas, tons e elementos de design colocados em contextos inesperados que empurram o estilo para um nível muito mais criativo e arriscado. Observe os detalhes e se permita ir além.

 

MFW fall 22 street style | O tradicional revivido pela criatividade

09.03.22 | moda pra pensar Semanas de Moda Street Style


 

O visual efusivo e as singularidades comunicadas através da imagem continuam sendo algumas das principais formas de manifestações de estilo no street style de Milão, assim como ocorreu em NY e Londres. Aqui o diferencial fica por conta do uso de peças tradicionais que ganham novos contextos por meio dos olhares criativos dos frequentadores da fashion week. Itens tidos como clássicos – alfaiataria, jaquetas, casacos e calças de couro, trench coats, saias de comprimento mídi, jeans de corte reto, sobretudos neutros, casaquetos de tweed etc. – adquirem um aspecto muito mais moderno através da adição de peças de design dramático, cores vibrantes, truques de styling inusitados, acessórios robustos e extravagantes, itens utilitários de atmosfera urbana, dimensões ampliadas e texturas marcantes. Aqui é a junção entre dois universos completamente distintos, mas que se complementam para a construção de um enredo visual equilibrado em referências e desapegado em termos de códigos estéticos ultrapassados, que ilustra o street style de Milão.

 

LFW fall 22 street style | Singularidades comunicadas através do estilo

28.02.22 | moda pra pensar Semanas de Moda Street Style


 

Muito mais do que um visual montado com base no absurdo para chamar a atenção de fotógrafos, as produções vistas em Londres dizem respeito à individualidade. É sobre tirar do armário aquela peça especial, guardada para uma ocasião específica que nunca chega. Os eventos recentes nos fizeram, também, repensar a nossa relação com o ato de vestir. Não é sobre por que usar, mas sim, por que não? Itens carregados de valor sentimental passam a fazer parte da comunicação visual do dia a dia por meio de uma manifestação singular de estilo. Unir peças statement com outras mais básicas ou casuais deixa de ser um simples truque hi-low e hoje se mostra como um exercício alternativo e sustentável de lidar com o nosso armário e, consequentemente, com o nossa imagem. É a criatividade usada com emoção. Roupas e acessórios que contam histórias, de origem familiar ou de meios alternativos de consumo, que possuem o peso e a beleza do tempo ou simplesmente são queridos pela sua forma única ao olhar de quem possui aquele item. É a expressão estética por meio do simples fato de usar tudo o que se tem vontade e como quiser. Liberdade da manifestação de estilo é um dos principais movimentos dessa geração e diz muito sobre as adaptações que a indústria precisa fazer para que seu mecanismo de criação do desejo não se torne obsoleto, já que muito além das tendências, a ideia é usar a moda como instrumento de exploração e vivência do hoje, do agora, sob um repertório totalmente subjetivo.

 

NYFW fall 22 street style | Cores que aproximam

23.02.22 | moda pra pensar Semanas de Moda Street Style


 

A austeridade visual associada aos looks de inverno passou longe do sreet style da semana de moda nova-iorquina. Apesar das baixas temperaturas que poderiam incitar o uso de peças mais pesadas e, por consequência, de tons mais profundos, o uso das cores vibrantes e do mix de texturas e proporções em configurações mais criativas e pessoais foi quase unanimidade entre as frequentadoras da nyfw. É a representação estética da vida voltando a acontecer do lado de fora. Queremos mais alegria, mais otimismo, mais cor para os dias que virão e isso com absoluta certeza se materializa em uma linguagem visual muito mais superlativa. Os neutros, a alfaiataria ampla e os “looks para causar” que não têm muito sentido dão lugar às peças que contam histórias e experiências e aos looks que sintetizam a essência do indivíduo através dessa poderosa comunicação não verbal. Queremos cores, mas também queremos criar uma narrativa. Os beges que exalam de maneira discreta riqueza e elegância são substituídos pelos tons que gritam liberdade. Liberdade de ser, de estar, de ir, de vir e vestir. Cores, afinal, são uma manifestação singular de permissão, de aproximação, de acessibilidade. Emanam uma mensagem mais amigável, por assim dizer. E após tanto tempo de privações das nossas relações, não é exatamente a reconexão que buscamos?

 

spring 22 COUTURE | os movimentos do street style • pt2

04.02.22 | Semanas de Moda Street Style


 

Na segunda e última parte das nossas análises do street style da semana de alta-costura, percebemos o resgate de uma estética fetichista, seja no look totalmente composto por elementos deste universo, nos calçados ou mesmo em casacos que ganham ares de protagonista do visual. Notamos ainda a revisitação de um movimento importante de temporadas passadas, que sofre atualizações para unir conforto e sofisticação. Confira:

 

spring 22 COUTURE | os movimentos do street style • pt1

02.02.22 | Semanas de Moda Street Style


 

A semana de alta-costura segue nos rendendo conteúdo e dessa vez vamos focar nos movimento de moda encontrados no street style. Por ser uma semana de moda menor, já que, além de ser mais exclusiva é apresentada apenas em Paris, os convidados costumam elevar o nível de informação de moda do visual justamente para se adequarem ao padrão mais conceitual e escapista das apresentações couture. Mesmo assim, conseguimos extrair algumas referências que podem ser aplicadas nas nossas composições. Veja a primeira parte das nossas análises dos movimentos de moda da semana de alta-costura de Paris.

 

dossiê STREET STYLE – os movimentos encontrados nas ruas durante a temporada spring 22 | pt. 2

21.10.21 | Semanas de Moda Street Style


 

Na segunda e última parte das nossas análises do street style da temporada spring 22 RTW vimos que ainda existem resquícios da estética protetora que surgiu em razão da pandemia, pontuada pelo design marcante das proporções volumosas e dos comprimentos alterados de mangas e barras que ajudam a esconder a silhueta quase que por completo. Em contrapartida, os pés começam a ser mostrados através de sandálias mais reveladoras e que carregam uma forte influência dos anos 90. No campo dos tons, o verde em sua versão mais vibrante aparece de forma recorrente e, assim como o movimento das dimensões ampliadas que sugere distância e segurança, pode-se dizer que sua presença também tem ligação com o cenário pandêmico, já que, segundo os estudos que relacionam as sensações das cores ao marketing, o verde traz a percepção do ato de seguir em frente, além de ser ligado à natureza e, por consequência, a atitudes mais sustentáveis. O estilo como forma de expressão, muito mais do que um movimento de moda, é um ato de posicionamento e resistência. Mostrar suas singularidades ao mundo através da roupa sem se preocupar com regras antiquadas ou estéticas preestabelecidas é um dos propósitos mais nobres da moda e muitas frequentadoras das semanas de moda internacionais colocaram essas premissas em prática ao se revelarem visualmente de maneira criativamente livre.

 

dossiê STREET STYLE – os movimentos encontrados nas ruas durante a temporada spring 22 | pt. 1

19.10.21 | Semanas de Moda Street Style


 

O street style nos principais circuitos das semanas de moda internacionais é sempre uma ótima fonte de conteúdo para quem se interessa ou trabalha com moda. Desta vez, ao invés de fazermos nossas análises dos movimentos visuais das ruas divididas por cidade, resolvemos montar um compilado de tudo que observamos nas portas dos desfiles de NY, Londres, Milão e Paris, até para confirmarmos como as tendências mais fortes se repetem em diferentes lugares. Na primeira parte das nossas pesquisas, notamos que a densidade se fez presente nos detalhes, seja através dos calçados, dos acessórios ou de itens para complementação de produções mais delicadas. A sensualidade, talvez um dos maiores movimentos observados nas passarelas da temporada spring 22, começa a dar as caras nas ruas através de peças estrategicamente recortadas que, como vimos, se tornarão ainda mais dramáticas a partir das próximas estações. Feminilidade com atitude é a expressão que define a estética dessas primeiras impressões do street style desta temporada, lembrando, a primeira com diversos desfiles presenciais após um hiato de quase dois anos por conta do cenário pandêmico. Justamente por isso é que talvez a ousadia fantasiosa de outrora tenha dado lugar a visuais um pouco mais comedidos, porém não menos chamativos, com atenção voltada especialmente para a revelação da silhueta. Confira:

 

Scandinavian street style s/s 22 – LET’S CELEBRATE!

02.09.21 | Get Inspired By Street Style


 

Se olharmos para as imagens do street style das semanas de moda de Estocolmo, Copenhague e Oslo em um período pré-pandêmico conseguimos notar uma diferença abismal das fotos desta temporada (a primeira com desfiles presenciais em mais de um ano). Se antes o estilo das escandinavas inspirava pelo minimalismo aliado a um design arrojado, pelos tons terrosos pálidos, pelas novas perspectivas sobre peças tradicionais, pelo styling repleto de referências distintas unidas de forma harmônica, pela simplicidade sofisticada e pela ausência de limitações no que se refere às colaborações entre os armários feminino e masculino, desta vez entram em cena as cores vibrantes, a estamparia festiva, a riqueza de detalhes, o exagero pensado nos acessórios, uma mistura ainda mais ampla de referências, as peças statement ou looks completos statement, o artesanal efusivo e um design ainda mais diferenciado. Estética elaborada para chamar a atenção.

 


 

Nós já temos falado há algum tempo sobre este movimento que une a alegria de voltar a sair com a vontade de voltarmos a nos arrumar. Ele foi observado desde as temporadas spring 21 RTW e resort 22 e se firmou no street style da semana de alta-costura parisiense. Tivemos, afinal, bastante tempo durante o isolamento social para rever nossos armários, pensar em composições diferentes e até comprar itens novos. Esse exercício forçado usado como uma maneira de fazer o tempo passar pode ter aprimorado nosso senso de estilo e a vontade de ousar mais em termos estéticos é natural. Justamente por isso é que mulheres que já possuem uma noção de moda muito elevada, como acontece com as comunicadoras escandinavas, inovam ainda mais quando encontram mais tempo com seus closets e desenvolvem uma adaptação visual ajustada ao espírito do tempo com maior intensidade.

 


fall 2021 COUTURE | O street style exuberante que quer enterrar o conforto dos dias de lockdown

22.07.21 | Street Style Tendências


 

Desde o ano passado estamos de olho nesse movimento. Na temporada spring 2021 apresentada no final do ano passado, peças festivas já entregavam que o visual pós-pandêmico seria superlativo. Na temporada resort, a história se repete. Cores solares, texturas brilhantes, styling exuberante e formas dramáticas confirmavam a tendência. Nesta semana de alta-costura vimos que o luxo e seus códigos clássicos foram potencialmente elevados pelos estilistas e o street style da temporada (a primeira com diversos desfiles presenciais após longos meses de confinamento e apresentações digitais) buscou enterrar de vez o conforto aplicado aos nossos looks nos dias de lockdown. Com as pessoas voltando a ocupar as ruas no hemisfério norte, um evento como a semana de alta-costura foi o momento ideal para que todas as prodigiosas ideias de styling e todas as roupas adquiridas impulsivamente durante o isolamento fossem merecidamente vistas. A modéstia e a casualidade dão lugar a uma estética mais bem construída e rica em detalhes que sugerem abundância e otimismo para o que está por vir. Para esquecer de vez o moletom no fundo do armário.