OSCARS 2020 – As 10 mais bem vestidas do red carpet

10.02.20 | Get Inspired By Lifestyle Moda


 

Ontem aconteceu em Los Angeles a entrega dos Oscars, certamente um dos eventos mais importantes e aguardados da temporada de premiações. No tapete vermelho observamos que as convidadas fizeram escolhas mais seguras e tradicionais, mas ainda assim belas. Sentimos falta de um visual que realmente emocionasse, mas ainda assim tivemos alguma dose de ousadia – vide o vestido com capuz de Janelle Monáe e a capa bordada com os nomes de diretoras esnobadas pela Academia no look de Natalie Portman. Com produções elegantes e corretas, vamos às nossas escolhas das 10 mais bem vestidas da cerimônia.

 

 

O belo Oscar de la Renta escolhido por Scarlet não tem aquele efeito arrebatador que amamos ver, mas ainda assim é uma peça elegante e com o diferencial causado pelas texturas distintas entre a parte de cima – mais pesada e abstrata – e a saia lisa e tradicional.

 

 

A peça escolhida por Regina king tem um volume mais dramático e sua forma junto com o bordado do tronco remetem aos tempos mais glamourosos de Hollywood.

 

 

O efeito futurista causado tanto pela textura do vestido quanto pelo detalhe do capuz fizeram desta uma das peças mais ousadas da noite. Além do mais, o vestido combina com o estilo e personalidade da cantora, que costuma trazer looks mais inusitados para os red carpets.

 

 

A peça escolhida pela atriz tem corte e caimento clássicos e que valorizam sua silhueta – especialmente pelo ombro assimétrico e decote aprofundado. A cor também é ótima para o tom de pele mais quente da atriz.

 

 

O look de Cynthia Erivo tem bastante informação – fenda, decote assimétrico, bordados, texturas marcantes, volume, sandália pesada, muitos acessórios e beleza forte. Mas se olharmos o histórico da atriz nos tapetes vermelhos de outras premiações, veremos que produções assim são a sua marca e é muito mais bacana se vestir de acordo com a sua personalidade. Cynthia segura toda essa informação de maneira natural e é por isso que ela é uma das nossas escolhidas.

 

 

A capa é o principal diferencial deste look, que poderia ser simplesmente mais um vestido de textura metalizada e shape ajustado. A atriz teve uma sacada esperta em complementar a produção com a capa do mesmo material do vestido, o que imprime um pouco mais de dramaticidade ao visual.

 

 

Rebel Wilson era certamente uma das mulheres mais radiantes da noite e isso não se dá apenas pela textura ultra refletiva do vestido. Se algum dia você leu por aí que mulheres plus size devem evitar peças metalizadas e chamativas, veja essa imagem e mude seus conceitos. A atriz valorizou a silhueta com a modelagem acinturada e discretamente fluída e o decote aberto.

 

 

Outro modelo com capa que fez total diferença no resultado final do visual. Os vestidos bordados e de atmosfera super feminina da Dior são velhos conhecidos dos red carpets, mas este ganha muito mais riqueza e contemporaneidade pelo detalhe da capa. O look fica ainda mais interessante pelo fato da atriz ter feito um protesto silencioso contra a academia ao bordar o nome de diretoras de cinema que foram esquecidas pela premiação.

 

 

Os vestidos preto são uma marca registrada da atriz Ronney Mara, mas ela sempre dá um jeito de escolher uma peça com propostas diferentes. Enquanto que no Bafta a atriz optou por algo mais moderno e volumoso (veja aqui), para os Oscars o caminho seguiu para algo mais feminino, porém não menos atual. A peça tem o romantismo da renda, o peso trazido pela saia e o equilíbrio da doçura pela sensualidade da transparência.

 

 

Nós amamos uma modernidade e uma ousadia, mas a verdade é que a escolha clássica de Penelope Cruz nos ganhou por completo. A beleza marcante e pouco convencional da atriz junto com essa peça que traz todos os identificadores da maison (a camélia, o laço, as pérolas…) formam um conjunto simples, mas longe da trivialidade.

deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *