throwback thursday | strappy sandals

14.03.19 | Moda Tendências


 

As sandálias de tiras bem finas, geralmente de salto médio e quadrado, foram sucesso no final dos anos 90, sendo especialmente difundidas Carrie Bradshaw nas primeiras temporadas de Sex and the City. Com a primavera chegando no hemisfério norte, temos visto que esse tipo de calçado será uma das grandes tendências dessa temporada por lá, o que significa que, no nosso próximo verão, encontraremos diversos modelos das strappy sandals sendo vendidas por aqui. Para adiantar a tendência mostramos como usar a peça, que por ser fresca e confortável, é perfeita para o nosso clima. Para equilibrar a referência 90’s do calçado procure usá-lo com itens mais atuais, como a calça pantacourt. Mas se a intenção for criar um visual de época sem ser datado, aposte no minimalismo de peças clássicas de alfaiataria ou faça uma releitura dos looks de Carrie, com saias e vestidos de comprimento midi. Ao final do post encontre nossa seleção das strappy sandals que já conseguimos encontrar por aqui.

 

 

Shop!

 

cabeça preciosa

13.03.19 | acessórios


 

Os acessórios de cabeça definitivamente se consolidaram como uma das principais tendências neste quesito para as próximas estações. Os desfiles do verão 19/20 mostraram a volta das tiaras adornadas, bandanas com estampa de lenço, turbantes texturizados e faixas. Na Dior, o balé deu o tom da coleção e os acessórios de cabeça vieram bem minimalistas, mas não menos charmosos. Já na Prada e na Sinome Rocha, as tiaras são cheias de detalhes criativos e estruturas marcantes, bem femininas. Veja como essas peças foram apresentadas nas passarelas e nas ruas para se inspirar com a nossa curadoria de adornos de cabeça que você encontra ao final deste post.

 


 

Shop!

 

5 maneiras de usar | mistura de estampas

11.03.19 | Get Inspired By Personal Stylist

 

A mistura de estampas é uma maneira eficaz de diferenciar o visual e tornar seu estilo marcante. O truque pode parecer complicado e restrito às mulheres mais criativas, mas a verdade é que todo mundo pode fazer essas combinações, mesmo quem preza por produções mais tradicionais. No nível iniciante, comece juntando estampas clássicas, como onça + listra, ou poá + listra, por exemplo. Quando se sentir mais confiante, comece a misturar estampas diferentes que contenham alguma cor em comum. O próximo passo é unir padronagens bem distintas, mas que de alguma forma funcionam para você – e a única maneira de fazer isso é experimentando! Às vezes estampas totalmente distintas ficar harmônicas quando juntadas, mesmo que não haja qualquer outro elemento em comum entre elas. Aqui nós montamos cinco looks tendo como base a mistura de estampas para todos os estilos, tanto para mulheres mais discretas, como para as que não têm medo de ousar. Para acessar a página dos produtos da nossa seleção, basta clicar em sua imagem.

 

 

 

 

 

50 peças para curtir o carnaval

27.02.19 | Get Inspired By Personal Stylist


 

Ainda dá tempo de você garantir seu look para a maior festa do ano. Apesar do pré-carnaval já ter começado há semanas é a partir dessa sexta que o feriado se torna oficial e nós fizemos uma seleção com cinquenta itens para você aproveitar a festa com estilo, seja no bloco, na praia ou em algum evento mais glamouroso. Nossa curadoria atende a todos os bolsos, estilos e claro, níveis de ousadia!

 

5 maneiras de usar a saia de babados

26.02.19 | Get Inspired By Personal Stylist

 

A saia composta de camadas de babados entrou para diversas coleções de verão de muitas marcas brasileiras, mas a peça ainda segue firme para a temporada outono/inverno. E considerando que as nossas estações mais frias não são tão frias assim, a saia acaba se tornando bem versátil para a mudança da atmosfera do closet. Você ainda pode achar que os babados são uma característica marcante e que por conta disso a peça pode ficar datada, mas não! Além de conseguir adaptá-la à mudança de estações, a saia com babados pode se encaixar em todos os estilos, dependo, claro, das particularidades da peça (babados maiores, estampada, lisa, cor intensa ou suave etc.) e dos complementos que você irá escolher. Nós selecionamos uma saia de um tom vermelho curinga, que amplia a possibilidade de combinações com outras cores e estampas. Além disso, o babado menos volumoso tira um pouco da dramaticidade da saia, que pode ser mais aproveitada em outras propostas de looks. Montamos cinco produções marcadas pela combinação de cores e em diferentes estilos para provar a versatilidade da peça. E caso você se interesse por algum item da nossa curadoria, basta tocar em sua imagem para ser direcionado à página de compra.

 

 

 

 

 

oscar 2019 | as 11 mulheres mais bem vestidas do red carpet

25.02.19 | Get Inspired By Lifestyle


 

A cerimônia do Oscar não só é uma das mais importantes do cinema como também é um dos eventos mais vistos a nível mundial. E muito do que as pessoas querem ver quando assistem ao Oscar são os looks das celebridades que passarão por um dos tapetes vermelhos mais concorridos e repercutidos de todos. Ontem o red carpet não decepcionou e vimos uma profusão de cores intensas e proporções dramáticas que deixaram o evento ainda mais glamouroso e cativante. Aqui nós selecionamos onze celebridades que fizeram bonito na cerimônia e deixaram nosso coração mais quentinho diante de tanta beleza.

 

 

11 – Laura Harrier | Louis Vuitton – A atriz está em plena ascensão de sua carreira e tem feito aparições interessantes nos red carpets. O vestido Louis Vuitton tem uma cor ótima, é jovial e ao mesmo tempo classudo, com aplicações românticas na medida e shape bem tradicional. A peça tem uma mistura perfeita de classe e despojamento e merece um lugar no nosso ranking.

 

 

10 – Amandla Stenberg | Miu Miu – Esse vestido também nos passa uma impressão de passado encontra futuro. As aplicações lembram as peças típicas dos anos 20, atmosfera corroborada pelo penteado da atriz. Ela, inclusive, tem mostrado um estilo bem consistente nos eventos que atende e tem tudo para se tornar uma fashionista para ficarmos de olho.

 

 

9 – Lucy Boynton | Rodarte – Lucy está definitivamente se tornando nosso crush fashion do momento e esse vestido só reforça essa ideia. A peça tem peso, drama, personalidade e ao mesmo tempo delicadeza e feminilidade. Geralmente nós torcemos o nariz para cores mais chamativas misturadas com o preto, mas nesse caso a junção deu certo pela densidade do roxo que deixou o preto apenas como um detalhe sofisticado no look.

 

 

8 – Charlize Theron | Dior – Não conseguimos pensar em uma forma de falar desse look que fique à sua altura. O vestido é deslumbrante pela simplicidade, caiu de maneira impecável na silhueta da atriz e só de olhar a foto você consegue notar a alta qualidade da peça. Como se todos esses atributos não fossem suficientes, o vestido ainda contava com um decote vertiginoso nas costas, que deixou o look ainda mais deslumbrante e contemporaneamente sensual.

 

 

7 – Helen Mirren | Schiaparelli – A noite foi dos rosas! O tom foi escolhido por diversas convidadas e, apesar de equivocadamente associarmos a cor com públicos e visuais mais jovens, a veterana Helen Mirren apareceu estonteante nesse longo fluído e que ainda contava com um degradê discreto de outros tons. A atriz ainda se divertiu com a peça e podemos ver diversas fotos de Helen se movimentando felicíssima pelo red carpet.

 

 

6 – Letitia Wright | Dior – Esse vestido nos cativa pela textura e pela simplicidade. Aqui existe um contraponto entre um trabalho complexo de padronagens e uma doçura quase lúdica do shape, complementado pela beleza real e sem firulas da atriz. O conjunto a deixou com um ar aristocrático, mas ao mesmo tempo possível. Uma verdadeira princesa moderna.

 

 

5 – Kiki Layne | Versace – Aqui temos mais um rosa e mais um Versace – uma das marcas mais usadas nos red carpets. Mas a escolha de Kiki é diferente. A sensualidade, que é uma característica bem presente nas criações de Donatella, aparece aqui de uma forma nada óbvia. O vestido tem formas orgânicas, recortes discretos e certeiros, além de um detalhe poderoso nas costas. Uma das mais lindas da noite, sem dúvida.

 

 

4 – Regina King | Oscar de la Renta – Se você pensar em um vestido que modelagem mais justa, que tenha fenda, drapeado e decote tomara-que-caia certamente vai virar o nariz. Mas aqui todos esses elementos de design funcionaram perfeitamente e a peça escolhida pela atriz é certamente uma das mais belas e elegantes da noite. A peça é a prova de que tudo feito com equilíbrio dá certo.

 

 

3 – Melissa McCarthy | Brandon Maxwell – Nós amamos a escolha de Melissa McCarthy e amamos mais ainda o fato dela ter ousado e trocado o vestido longo por uma calça e uma capa. Existem muitas chances dessa combinação dar errado em cerimônias que exigem um grau de formalidade mais elevado como essa, mas não é o caso aqui. A atriz estava deslumbrante, as peças caíram perfeitamente bem na sua silhueta e a qualidade dessa alfaiataria fez toda a diferença para que o preto e o branco colocados em blocos funcionasse no visual.

 

 

2 – Lady Gaga | Alexander McQueen – Lady Gaga anda numa vibe “old Hollywood” que nós amamos. Ela vem fazendo homenagens aos ícones da atuação em suas mais recentes aparições e desta vez tivemos o prazer de testemunhar a sua interpretação de Holly Golightly, personagem de Audrey Hepburn no clássico Bonequinha de Luxo. A peça escolhida pela cantora tem um peso teatral, formas modernas e impacto. Um vestido digno de uma concorrente do Oscar e que vai ficar para a história dos tapetes vermelhos da premiação.

 

 

1 – Gemma Chan | Valentino – Assim como seu personagem em “Podres de Ricos”, Gemma Chan causou comoção ao cruzar o red carpet a bordo deste Valentino volumoso, cênico e deslumbrante. As proporções do vestido poderiam ter absorvido a atriz, mas o efeito foi totalmente oposto. Apesar do volume, a atriz parecia flutuar com a peça e o rosa puro trouxe ainda mais emoção à produção.

london fashion week | a cor do street style

21.02.19 | Semanas de Moda Street Style


 

Chegamos na metade da temporada do inverno 2020 com as apresentações da capital inglesa. Londres é uma cidade que inspira novidades, já que muitos movimentos culturais importantes tiveram início por lá e essa atmosfera cool toma conta também do street style. Se em NY os casacos de pele fake foram os protagonistas da temporada, em Londres foi uma cor que tomou conta dos looks das fashionistas. O verde-oliva em seus mais variados tons veio em peças únicas, looks monocromáticos e casacos amplos que reforçavam a pegada militar da cor, mas de uma maneira bem menos óbvia e mais contemporânea. Os looks com jogos de proporções diferenciadas e compostos de peças urbanas como jaquetas jeans e calças de alfaiataria deixam a cor ainda mais sofisticada e atual. Para um visual de impacto, aposte no look oliva total ou misture a cor com outros tons neutros, que foi justamente o que vimos nos cliques do street style londrino.
*ao final do post, veja nossa curadoria clicando nas setas laterais para acessar os produtos

 


 

Shop!

 

10 desfiles memoráveis da chanel pelas mãos de karl

19.02.19 | Moda


 

Acordamos nesta terça-feira com a triste notícia do falecimento de Karl Lagerfeld. Aos 85 anos, o designer trabalhava incansavelmente apresentando ao menos seis coleções anuais para a Chanel e a Fendi, marcas dais quais era diretor criativo. A imaginação do Kaiser parecia não ter limites e mesmo com tanta demanda sobre sua criatividade, sua cabeça parecia ser uma fonte inesgotável de criações. À frente da Chanel Karl promoveu uma verdadeira revolução, trazendo seus ideais modernos sem ferir a herança de peso da label. Sob seu comando, a Chanel se reinventou e se tornou uma das marcas mais valiosas do mundo, ocupando um nível de importância muito mais alto do que qualquer outro nome do circuito. Vamos relembrar a trajetória de Karl na maison em dez dos mais icônicos desfiles desde 1983, quando assumiu o posto de diretor criativo da marca. Uma ressalva se faz necessária: não colocamos aqui nenhum desfile de alta-costura simplesmente porque todas as coleções couture da Chanel são fantásticas e é impossível promover uma seleção. Aqui nós compilamos os desfiles das coleções ready-to-wear, cruise e metiers d’art, que se tornaram verdadeiros acontecimentos ao redor do mundo, com cenografias dignas de produções hollywoodianas, além de possuir conceitos políticos e culturais importantes.

 

 

Todos os desfiles da Chanel dos anos 90 merecem ocupar uma posição nesse tributo. A época das supermodelos e de diversos movimentos culturais que viriam revolucionar nossa estética para sempre foi materializada por Karl de maneira sublime. A cena rave e os clubbers, as socialites da Rodeo Drive, a ascensão dos movimentos negros, como o Hip-hop e o graffiti e, claro, o grunge foram alguns dos cenários que ocorriam na época e que foram traduzidos por Karl bem ao estilo Chanel.

 

 

O desfile da temporada fall 2010 foi um marco pelo fato de que pela primeira vez a Chanel não usaria pele verdadeira em suas criações. O defile aconteceu em torno de um iceberg gigante colocado no meio da passarela para alertar sobre o aquecimento global. O iceberg de fato foi derretendo durante a apresentação, molhando as exageradas botas de pelo fake que as modelos usavam. A coleção chegou a ser considerada feia pela crítica, mas Karl provou o seu ponto: poderia vender qualquer coisa que criasse. Os números dessa geleira particular são impressionantes: o iceberg tinha 5.300 m3; foram necessários seis dias e 35 escultores para dar forma ao gigante de gelo; o grand palais foi transformado em uma caixa hermética que mantinha a temperatura em torno de 0 graus; 240 toneladas de neve foram usadas para o ambiente.

 

 

A coleção Paris-Bombay foi o que pode se chamar de fashion extravaganza, com direito a um banquete suntuoso, enormes lustres de cristais e criações tão luxuosas quanto o cenário. A coleção representa, na visão de Karl, a interpretação de Paris sobre as vestimentas indianas o que resultou em uma mistura de ostentação e refinamento que poucos estilistas conseguiriam fazer acontecer.

 

 

A coleção cruise 2019 foi um verdadeiro deleite. Criações, fáceis, possíveis e extremamente sofisticadas que materializavam bem o espírito de uma coleção resort – feita basicamente para as clientes endinheiradas que irão escapar do frio do hemisfério norte em destinos mais quentes. Mas como tudo que ronda o mundo Chanel criado por Karl, simplicidade completa está fora de questão e na passarela foi colocado um enorme navio batizado de La Pausa, o refúgio que Gabrielle Chanel construiu nos anos 30 no litoral francês.

 

 

E já que o assunto são as construções gigantes que davam o tom para os desfiles da Chanel, que tal ir além e construir todo um prédio para abrigar uma apresentação? Pois foi isso que a Chanel fez em sua coleção cruise 2015, onde não apenas uma estrutura, mas um verdadeiro centro de luxo foi erguido do zero em Dubai para que quase 90 criações fossem desfiladas. Criações essas com fortes referências do oriente, com calças ao estilo Aladin, túnicas ricamente bordadas e muitos adornos dourados para combinar com a riqueza do local.

 

 

A visão de futuro de Karl nunca foi tão longe quanto na apresentação da coleção fall 2017. Um foguete de proporções quase reais foi colocado no meio do Grand Palais e ao final da apresentação descobrimos que a alegoria não só funcionava, como também fez um pequeno lançamento. Na passarela, estampas de astronauta, mantas prateadas e cabelos ao estilo anos 60 confirmavam as influências retrô/futuristas de Karl. Foi nesse desfile, aliás, que o hit das botas de montaria com glitter começou e foi exaustivamente copiado por inúmeras marcas.

 

 

Um mercado inteiro, só com produtos Chanel. Sim, você leu certo: mercado. O cenário da coleção fall 2014 foi realmente impressionante já que absolutamente todos os produtos daquelas prateleiras fictícias levavam o selo Chanel, da água ao ketchup. Foi nesse desfile também que fomos presenteados com algumas das bolsas mais divertidas e controversas já vistas na Chanel, como o cesto de mercado e a caixinha de leite.

 

 

A moda e o ativismo mal começavam a conversar quando Karl fez uma coleção inspirada pela marcha feminista que tomou Paris em 1968. A rua da manifestação da Chanel foi fielmente recriada em cada detalhe, do asfalto gasto aos vidros das janelas dos apartamentos. As criações demonstravam a força do movimento que estava para ganhar o mundo nos anos seguintes, especialmente porque grande parte delas abraçou a ideia da neutralidade de gênero. Ao final do desfile, modelos icônicas como Cara Delevigne e Gisele Bundchen lideraram a manifestação com direito a palavras de ordem ditas no megafone e cartazes com dizeres sobre a igualdade de gêneros. Mais uma vez, Karl concebeu o futuro de forma certeira!

 

Cuba mal tinha anunciado os passos que levariam para a flexibilidade política e econômica do País e Karl já havia decidido que sua coleção resort seria apresentada lá. Em um momento para ficar para a história, cuba viu um mar de celebridades aterrissarem na ilha para atenderem a um evento de proporções jamais vistas no local. O desfile foi fiel à atmosfera de férias, com deliciosas criações que remetiam ao lifestyle do povo que o recebeu. O show foi armado em uma larga rua de Havana e o próprio lugar, com suas casas coloridas e seus carros antigos, serviu de cenário para a apresentação. Épico!

 

 

Apresentada em outubro do ano passado, a coleção spring foi uma das mais bonitas já feitas por Karl, mas além das roupas e dos acessórios magníficos, a praia idealizada pelo designer foi um verdadeiro show à parte. Com toneladas de areia clara e ondas reais, o desfile se tornou ainda mais especial porque foi uma das suas últimas aparições. Mais uma apresentação que nos faz duvidar se há limites para a criatividade de Karl e sua capacidade de tornar sonhos em realidade.

 
____________________________________________________________________________________________________________
 

Não conseguimos achar as palavras corretas para terminar este post. O que Karl fez se compara ao legado que grandes gênios da história da humanidade deixaram e pessoas assim não morrem. Karl e seu trabalho serão eternos e nós só podemos agradecer de termos tido o privilégio de viver ao mesmo tempo neste plano para que pudéssemos testemunhar sua grandiosidade.

 

the style guide farfetch – o que usar nas semanas de moda

16.02.19 | Lifestyle Moda


 

Junto com cada temporada de desfiles chega muito trabalho. Análise de tendências, preparação de relatórios e palestras sobre o tema e criação de conteúdo on e off-line fazem parte do meu trabalho, assim como pensar nas produções que eu vou usar de acordo com a atmosfera de quatro das principais cidades do circuito. NY, Londres, Milão e Paris têm climas e vibrações diferentes também no que diz respeito à moda e por isso eu escrevi um post bem legal no Style Guide Farfetch sobre como preparo os meus looks para as fashion weeks

get the look | sara crampton

15.02.19 | It girl

 

Se o estilo minimalista, construído acertadamente apenas com poucas (porém boas) peças, então a blogueira Sara Crampton deveria ser a sua musa. Sara é uma das influencers mais relevantes da atualidade e uma das pioneiras a criar um blog voltado para a moda do menos é mais. A australiana tem aquele visual básico e bonito que nós amamos principalmente por ser de fácil reprodução. Montamos cinco produções de Sara que são muito simples, compostos de poucas peças, mas têm aquele ar sofisticado da discrição. E se você gostar de algum dos produtos que nós selecionamos é só dar um toque na sua imagem para ser direcionado à página de compra.