Especial #FIQUEEMCASA | 10 coisas que você pode fazer pelo seu estilo durante a quarentena

25.03.20 | Get Inspired By Lifestyle


 

 

Seja no Pinterest, Instagram ou Google Images, criar pastas de referência para composição dos seus looks não é só eficaz para deixar seu visual mais rico, como também é uma ferramenta útil para que você se conheça melhor, entenda seu estilo pessoal, otimize seu armário e seu tempo e promova um novo olhar sobre o que você já tem.

 

 

Os acessórios são fundamentais para a construção de um visual mais sofisticado. Aproveite o tempo livre para desembaraçar seus colares, tirar o que já não funciona para você e criar combinações entre suas peças que elevam mesmo os looks mais básicos.

 

 

Além de poder criar pastas de inspiração com makes que você curte, aproveite para olhar seus produtos e retirar os que estão vencidos ou os que você já não usa mais. Lave os pincéis, higienize sua gaveta ou sua caixa de maquiagem e organize os itens de acordo com sua rotina, tempo, habilidade e preferências.

 

 

Um armário organizado é fundamental para a montagem de looks mais elaborados. A arrumação ajuda você a visualizar melhor suas roupas, o que facilita na hora de criar as combinações. Ordenar as roupas por cores, estações e ocasiões vai tornar a tarefa de se vestir muito mais fácil, além do que, a organização permite que você tire as peças que estão danificadas, que você não usa faz tempo ou que já não cabem mais na sua vida.

 

 

Você não precisa comprar nada, mas olhar as novidades das lojas virtuais ajuda no exercício de atualização do armário, a perceber o que está em alta e até de inspiração para montagem de looks. Você pode ver, por exemplo, como esses sites editam os looks compostos por camisetas básicas e usar isso como referência para seus próprios looks.

 

 

Vá até seu armário e monte diversos looks. Ninguém está olhando, então use da sua criatividade para editar aquele look que você sempre imaginou, mas nunca teve coragem de usar. O resultado pode te surpreender quando você verificar que ele pode funcionar para a vida real. Fotografe tudo com o celular na frente do espelho e guarde para referências futuras.

 

 

Nós podemos fazer qualquer coisa com um pouco de paciência e treino. Hoje em dia temos inúmeros canais onde podemos ter contato com tutoriais de qualquer assunto. Aproveite para treinar em casa alguns penteados simples e rápidos, como tranças, coques e rabos que poderão mudar completamente seu visual, mesmo que ele seja composto apenas de peças simples e casuais.

 

 

Todas as informações sobre tipos físicos e estilos pessoais podem ser facilmente acessadas. Aprenda sobre você, seu estilo, seu corpo, estude referências de moda de diferentes períodos, analise o visual e o lifestyle de movimentos culturais urbanos, analise as vestimentas históricas de diferentes Países etc. Se moda é um assunto que te interessa, utilize deste tempo livre para saber mais sobre o assunto, mesmo que não seja sua área de atuação. Quando aprendemos sobre moda, também aprendemos sobre nós mesmos. Na hora de se vestir ou de querer pirar nas compras das tendências do momento, ter esse tipo de conhecimento pode ajudar bastante.

 

 

Vá até as peças mais pesadas, que você geralmente usa durante o inverno e veja se estão precisando de alguma atenção: lavagem, pequenas reformas, couro que necessita de hidratação etc. Separe as roupas que precisam ser consertadas de alguma forma, analise suas roupas íntimas, seus pijamas e camisolas e veja se precisam de renovação. Separe os sapatos e bolsas que demandam algum tipo de conserto e os acessórios que podem ser restaurados. Quando a vida voltar ao normal, você finalmente já vai estar pronta para levar esses itens a um profissional de sua confiança e, consequentemente, aumentar as possibilidades do seu closet.

 

 

Dê uma olhada honesta em que você está seguindo no Instagram. Se você curte moda, provavelmente está seguindo um monte de gente que está falando sobre o assunto. Mas analise que o conteúdo que te oferecem está realmente acrescentando de maneira positiva na sua vida. Se a influenciadora propõe looks impossíveis ou tem um estilo de vida que faz você se questionar negativamente, unfollow já! Comece a seguir pessoas que se alinham com o que você acredita, que se aproximam do seu estilo, dos seus gostos e do seu estilo de vida, que ofereçam um conteúdo que seja relevante para você. Mostrar roupas bonitas, todo mundo pode. Se aprofundar de maneira inteligente neste assunto, fazer você pensar, oferecer novos pontos de vista e ineditismo, demanda um pouco mais de cuidado. Comece a fazer essa curadoria de quem você segue e utilize a rede social como um instrumento de informação e captação de conteúdo inteligente.

Especial #FIQUEEMCASA | 5 figurinos que vão além da beleza

23.03.20 | Lifestyle Moda Vídeos



 

Os figurinos cinematográficos vão muito além da beleza. Na maioria dos casos, eles fazem parte do enredo, servem para mostrar a essência dos personagens e modificam conforme a evolução da trama. Os figurinos também podem fazer um paralelo interessante com movimentos sociais e culturais, além de poder influenciar e até modificar o comportamento de consumo. O que nós vamos vamos propor aqui é que você passe a olhar os figurinos dos filmes que você assiste além da beleza. Perceba sua relação com acontecimentos contemporâneos, com o desenrolar da história, com a identidade do personagem. Afinal, roupas contam histórias. Separamos cinco filmes que você pode assistir durante este período para começar a treinar seu olhar para o figurino além da beleza.

 

As golpistas

 

 

No mais recente filme de Jennifer Lopez é interessante perceber como os códigos visuais conversam com a percepção de poder das protagonistas. O visual exagerado, cheio de ostentação através de marcas aparentes, peles, acessórios dourados, a relação entre maquiagem, cabelo e produção e até as sutilezas do andar seguro, da fala e dos olhares mostram como o figurino neste filme demonstra o que significa riqueza, poder, independência e empoderamento para essas mulheres. Observe também a diferença entre o que pode ser considerado um visual de riqueza para diferentes classes sociais e de trabalho. O look ostentação difundido no filme está em consonância com diversas tendências do mercado atual, que olha diretamente para os movimentos culturais urbanos para traduzi-los para a passarela.

 

Sabrina (1954)

 

 

O figurino desta icônica película protagonizada por Audrey Hepburn é assinado por Hubert de Givenchy, o que por si só já seria motivo suficiente para você assistir. Mas não é só isso. Como acontece em O Diabo Veste Prada e diversos outros filmes que relacionam um tipo de ascensão social ao que vestimos, Sabrina é uma história de amor que aflora através de duas maneiras. No primeiro caso, a filha do chofer de uma família abastada vai estudar fora e ganha a clássica sofisticação das mulheres que tomam as rédeas da própria vida. Com essa nova roupagem, Sabrina conquista o mulherengo David, que sequer se lembra que aquela mulher elegante e espirituosa é a mesma menina que cresceu nos arredores de sua casa como filha de um dos empregados. Foi a reviravolta estética da personagem, e apenas isso, que faz com que David se apaixone. O segundo caso de amor é mais genuíno e menos superficial, mas ainda assim problemático pela insegurança masculina diante de uma mulher independente. É interessante observar aqui o poder um visual bem construído, especialmente para a época do filme. Sabrina ganha notoriedade e uma nova posição na dinâmica daquela família em razão dessa mudança. Vale assistir também com os olhos nos dias de hoje. O que temos por uma “figura poderosa” ainda serve para facilitar os movimentos sociais do indivíduo?

 

Priscilla, a Rainha do Deserto

 

 

O filme de 1994 não poderia ser mais atual. O universo do cross-dressing é um dos pilares do visual camp, que ganhou notoriedade após o MET Gala do ano passado. Aqui a figura exagerada das protagonistas é uma parte crucial da história e também serve para afirmar sem pudor sua sexualidade. Mostrar quem você é através do que veste é um movimento enorme da atualidade, que enaltece a identidade e a individualidade acima das regras antigas do que pode ou o que não pode, do que serve e do que não serve. Vale lembrar que o filme ganhou o Oscar de melhor figurino em 1995.

 

A Bela da Tarde

 

 

No filme, a bela Séverine é uma mulher rica, com um casamento estável e bem-sucedido para os padrões da sociedade, porém extremamente infeliz. Para contornar essa situação, a personagem decide procurar um bordel e se prostituir durante a tarde, voltando para sua rotina de boa esposa a noite. O figurino assinado por Yves Saint Laurent mostra uma sensualidade não óbvia e longe dos códigos convencionais do que é considerado um visual sedutor. A elegância discreta da personagem é crucial para a manutenção de sua vida de opostos abismais e ao mesmo tempo faz essa relação entre feminilidade, poder e sexualidade.

 

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

 

 

Em 1977, todas as mulheres queriam se vestir como Annie Hall, a personagem de Diane Keaton no filme de Woody Allen. A comoção em torno da figura da protagonista uniu as mais diversas tribos femininas na época e até hoje se mostra atual, especialmente com as discussões em torno da identidade de gênero e da classificação das roupas de acordo com o sexo. O que vale pensar para os dias de hoje é essa relação entre poder e estética masculina. É realmente necessário que nos vistamos com as peças atreladas ao armário masculino para que ganhemos notoriedade ou sejamos tratadas com certa diferenciação? No caso de Annie, a vestimenta serve como uma arma de distanciamento entre o visual e o comportamento tipicamente feminino. A personagem é carismática e beira o estranho – no bom sentido – e as produções carregadas na atmosfera masculina acabam por corroborar sua personalidade única. Mais uma vez um caso de reafirmação da essência através da figura.

Especial #FIQUEEMCASA | 7 cursos de moda para você fazer em casa

20.03.20 | Lifestyle Moda Vídeos



 

Mais um conteúdo especial para você aproveitar seu tempo em casa. Nós queremos que você enxergue esse momento como uma oportunidade para aprimorar seus conhecimentos e, quem sabe, futuramente colher os frutos profissionais com esse investimento. Para isso, separamos sete cursos online sobre diversos segmentos da moda para que seu tempo de distanciamento social seja muito mais útil e menos maçante.

 

COBRINDO AS SEMANAS DE MODA com Paula Martins

 

 

para acessar, clique aqui

 

Formação em Consultoria de Imagem – com Paula Martins

 

 

Para acessar, clique aqui

 

Anna Wintour Teaches Creativity and Leadership

 

 

para acessar, clique aqui

 

Personal Stylist para desenvolvimento pessoal

 

 

para acessar, clique aqui

 

Fotografia de Moda com Celular

 

 

para acessar, clique aqui

 

Como montar o seu Armário Cápsula

 

 

para acessar, clique aqui

 

Imagen y Estilo para Hombres

 

 

para acessar, clique aqui

Especial #FIQUEEMCASA | 6 documentários de moda para assistir no Youtube

19.03.20 | Lifestyle Moda Vídeos


 

Em tempos difíceis, temos de nos adaptar. Amamos falar sobre moda, estilo, tendências, movimentos e tudo mais que se relaciona com esse universo, mas nos parece pouco sensível falar sobre moda sem que haja qualquer ligação com o atual momento em que vivemos. O fato é que precisamos restringir nosso contato social o máximo possível, o que significa ficar em casa. Por isso vamos começar a criar um conteúdo especial sobre moda para estimular esse ato tão importante que é o de isolamento social. Para começar, que tal se informar e expandir seus conhecimentos através de documentários e programas especiais sobre moda que estão disponíveis gratuitamente na internet? Aqui nós vamos recomendar 6, mas não deixe de explorar as sugestões do Youtube para que você descubra ainda mais sobre esse universo tão fascinante que é a moda. Moda é o espírito do seu tempo. E o tempo atual pede recolhimento, reflexão e expansão da mente. Aproveite!

 

McQueen And I

 

 

Catwalk

 

 

The Future of Fashion with Alexa Chung in New York

 

 

7 Days Out with KARL LAGERFELD

 

 

História da moda #01 : Louis Vuitton (com Prof. João Braga)

 

 

O IMPÉRIO DAS MARCAS

 

8 looks CHANEL dos anos 90 que usaríamos HOJE

12.03.20 | Moda


 

Nós sabemos que os anos 90 foram marcados por diversos movimentos importantes que transformariam o cenário da moda para sempre. Tivemos o minimalismo com design proposto pelos estilistas japoneses, o visual polido e rico para socialites endinheiradas, a explosão de cores e texturas dos clubbers, o grunge, que dispensa explicações, dentre tantas outras ondas que designavam as tribos daquela época. Sabemos, também, que Karl Lagerfeld revolucionou a Chanel e a moda com um todo ao captar todas essas correntes e transportá-las para a passarela sob seu olhar único. Estivemos observando alguns desfiles dos anos 90 da Chanel e identificamos ali muita coisa que acontece hoje. Existem tanto produções atemporais como aquelas que retratam de maneira fiel as tendências contemporâneas e que poderiam ser facilmente usadas nos dias de hoje. Confira e se inspire

 

PFW Fall 2020 – 9 tendências do street style

04.03.20 | Semanas de Moda Street Style Tendências

 

O street style da semana de moda de Paris costuma ser o mais extravagante e glamouroso do circuito. Por ser o polo dos maiores nomes da indústria, com os desfiles mais aguardados e grandiosos, as convidadas da Paris Fashion Week tendem a elevar suas produções a níveis bem mais fashionistas do que nas outras cidades. Nessa temporada não foi diferente. Identificamos o retorno de alguns movimentos, como a bota branca e o estilo boho, mas com uma pegada mais urbana. No campo das peças de complementação, temos os casacos amplos e de atmosfera utilitária que remetem ao paraquedismo, junto com a releitura de clássicos do armário com design dramático conseguido através de sobreposições, mangas volumosas e recortes diferenciados. Na estamparia, o grafismo com alto contraste do preto e do branco aparece em looks totais e a mistura de estampas bem diversas cria produções tanto ousadas quanto visualmente ricas. Bolsas com elos grossos, construções extremas de camadas em um mesmo look e a sofisticada composição de cores neutras completam nossa lista das tendências do street style da Paris Fashion Week. Confira:

 


outono/inverno 2020 – DARK ROMANCE

03.03.20 | Moda Tendências


 

O estilo romântico é pautado pela delicadeza. Mulheres que tem esse estilo como principal gostam de cores claras, estampas florais, comprimento midi, mangas bufantes, vestidos acinturados, sapatos de bico arredondado, peças rendadas etc. Ao que parece, a temporada outono/inverno será sobre a revisitação desse estilo em uma nova roupagem, menos açucarada e mais contemporânea, já que a ideia aqui é integrar essa feminilidade com características de outros estilos. O movimento Dark Romance, que identificamos nos desfiles da temporada fall 2019 que corresponde ao inverno deste ano aqui no hemisfério sul, mistura o romantismo com densidade, sensualidade, casualidade e dramaticidade. Os mesmos elementos que compõem o visual da mulher romântica entram aqui, mas de uma maneira mais pesada, com misturas de materiais rígidos, transparência, brilho, texturas, volume, finalização com acessórios mais urbanos e botas robustas e, claro, tendo o preto como pano de fundo.

 


 

SHOP THE MOOD

 

MFW Fall 2020 – 7 tendências do street style

27.02.20 | Semanas de Moda Street Style

 

Já fizemos um apanhado das principais tendências das ruas durante as semanas de moda de NY e Londres (caso tenha perdido, clique aqui e aqui) e agora é a vez de Milão. As frequentadoras dessa fashion week costumam extravasar um pouco mais. Temos mais cores intensas e estampas, looks superlativos e um nível mais elevado de dramaticidade. Mesmo assim, notamos algumas tendências que podem ser facilmente adaptadas ao nosso dia a dia durante a temporada outono/inverno 2020. Confira:

 

LONDON FASHION WEEK – As botas que dominaram o street style da semana de moda londrina

20.02.20 | Semanas de Moda Tendências


 

A semana de moda londrina inspira pela inovação, afinal, essa é a cidade-berço de diversos movimentos culturais urbanos importantes que ajudaram a moldar novos comportamentos sociais e que causaram impacto permanente na moda. É de se esperar, portanto, que o street style de Londres seja muito mais moderno e vanguardista que nas outras cidades do circuito tradicional. E observando as imagens das mulheres que passaram pelos desfiles, notamos a presença maciça das chunky boots. Essas são botas bem robustas, como o próprio nome sugere, de solado grosso e tratorado, forma arredondada e visual quase grosseiro. Essa mistura de coturno com galocha é perfeita para o clima chuvoso de Londres, além de conceder uma boa dose de estilo para o look. A bota pode ser usada com peças mais femininas, como saias curtas e vestidos fluídos para equilibrar o romantismo do visual, com casacos amplos para uma produção bem urbana e, como vimos bastante, colocadas por cima de calças de modelagem mais solta para que se crie um volume diferenciado. Confira como as convidadas dos desfiles da semana de moda de Londres usaram suas chunky boots e encontre nossa seleção dessas peças ao final do post.

 

 

SHOP!

 

FALL 2020 RTW – A nova Burberry pelas mãos de Riccardo Tisci

19.02.20 | Moda Semanas de Moda


 

Aconteceu nessa semana o desfile da coleção fall 2020 ready to wear da Burberry, em Londres. Desde que entrou para a marca em 2018, o estilista italiano Riccardo Tisci veio com a missão de modernizar a Burberry sem esquecer os códigos que a fizeram ser uma das marcas mais valiosas do mercado. Tisci tem uma linha criativa muito autoral e em consonância com os movimentos urbanos contemporâneos. O designer se vale dos recursos das formas, sobreposiçoes, assimetria e design moderno para criações que são ao mesmo tempo sofisticadas, minimalistas e com personalidade. E esse toque de Tisci pôde ser percebido desde a sua estreia na Burberry, mas muito mais do que modificar sua identidade, o estilista abraçou sua herança e acrescentou sua própria linha criativa sem que isso descaracterizasse a marca. O resultado é que a Burberry continua oferecendo produtos para sua cliente tradicional, mas abraça uma nova gama de consumidores. Existem diversas marcas que possuem códigos que são muito próprios e esses não devem ser totalmente esquecidos em prol de uma eventual modernização. Temos como exemplo o que o tweed significa para a Chanel. Em todas as coleções ele será usado, mas sempre de uma maneira atualizada e que faz sentido para aquela temporada. No caso da Burberry, temos diversos identificadores da marca que pelas mão de Tisci foram revisitados e ressignificados tanto para as atuais demandas dos consumidores, quanto pela própria linha de trabalho do estilista, que não deve ser descartada. Confira: